sábado, outubro 19

Idade de reforma pode subir para os 68 anos nas carreiras mais curtas


Em 2014, milhares de portugueses que tenham carreiras contributivas mais curtas vão ser ainda mais penalizados no acesso à reforma. Alguns podem ter de esperar até aos 68 anos para se reformarem. Se o critério se mantiver como actualmente, os pensionistas com as carreiras contributivas mais curtas vão ver o acesso à reforma impedido através do aumento da idade legal de reforma - que pode ir, já em 2014, até aos 68 anos.

Este ano, quem tiver uma carreira contributiva entre 15 e 24 anos já tem de trabalhar até aos 66 anos e três meses para ter acesso à reforma completa - mas esta era uma penalização que não influenciava a idade legal da reforma. Ou seja, a partir dos 65 anos, no caso da Segurança Social, podia pedir o acesso à reforma, sujeitando-se a essa penalização.

Com as mexidas na idade legal, tudo muda. Quem se quiser reformar vai ter de esperar pelo correr do tempo que resulta do cálculo do factor de sustentabilidade - isto porque em 2014 estão proibidas as reformas antecipadas (pedidas antes de atingir a idade legal) no regime geral.

Marcadores: ,

INSTAGRAMS by @rogerio_barroso