sexta-feira, agosto 23

PSD não tem candidato autárquico em Grândola pela primeira vez


Grândola é um dos poucos concelhos do país em que o PSD não tem candidato à câmara municipal nestas eleições autárquicas. Na terra que voltou a inspirar os protestos contra o governo, os sociais- -democratas avançam apenas com uma lista à assembleia municipal (um caso que só se repete em Barrancos).
Não é desta vez que o PSD vai saber o que pensa "o povo" de Grândola, que na letra da canção de José Afonso é "quem mais ordena", mas a líder da concelhia garante que "o facto de o PSD não ter candidato não tem nada a ver com a situação que o país atravessa". A razão é outra, assegura Sónia dos Reis, e prende-se com uma opção simples: entre um candidato fraco e não ter candidato, o PSD preferiu optar pela segunda hipótese. "Há quatro anos o candidato foi uma pessoa de fora e isso não é solução. Fazer listas só para encher não é solução", desabafa a presidente da concelhia.
O concelho que voltou à ribalta com a canção de Zeca Afonso não tem, porém, falta de candidatos. Além do PS, que lidera a câmara, vão disputar a autarquia dois candidatos independentes - um deles já se candidatou nas listas dos sociais- -democratas, mas desta vez não tem o apoio do partido -, o PCP e os bloquistas.

Marcadores: , ,

INSTAGRAMS by @rogerio_barroso