segunda-feira, novembro 5

PPP. “É grave que o Estado nada tenha aprendido com os erros do passado”

 
Enquanto juiz do Tribunal de Contas – está jubilado desde 2010 –, Carlos Moreno foi o relator de muitas auditorias a Parcerias Público Privadas (PPP). O acordo quadro que reviu o contrato de concessão das travessias do Tejo foi um dos primeiros a passar pelo seu crivo. Hoje mantém que foi um mau negócio para o Estado e lamenta que nada tenha mudado na gestão pública das PPP.

Marcadores: ,

INSTAGRAMS by @rogerio_barroso