segunda-feira, novembro 19

Assim que Arménio Carlos saiu, os agentes infiltrados abandonaram a manifestação


Mesmo que o Corpo de Intervenção (CI) da PSP tivesse cercado quem arremessou pedras e outros objectos à polícia durante a última manifestação frente ao parlamento, dificilmente os manifestantes teriam sido detidos. Isto porque, contaram ao i fontes policiais, o Comando Metropolitano da PSP de Lisboa – que estava a coordenar as operações – ordenou a retirada das brigadas à paisana do meio da multidão logo depois de o secretário--geral da CGTP, Arménio Carlos, abandonar o protesto, pouco depois das 17h.

Marcadores: , ,

INSTAGRAMS by @rogerio_barroso