quarta-feira, novembro 28

Preços e crise tiram 191 mil passageiros/dia a CP, metros e barcos



A agudização da crise, o aumento do desemprego e a resposta encontrada pelo governo para responder a este cenário ditaram uma contracção de 15,5% na procura diária dos transportes ferroviários e marítimos em Portugal em dois anos. Se em Setembro de 2010 estes meios eram procurados por 1,23 milhões de passageiros diariamente, em Setembro deste ano apenas foram registados 1,04 milhões de clientes/dia, segundo contas do i com base em dados do INE.
De 2010 para 2011, com o desemprego em Portugal a conter-se entre os 12% e os 13% e as tarifas dos transportes a aguentarem-se em níveis agora distantes, a CP, a Metro de Lisboa, a Metro do Porto e as transportadora fluviais viram a procura total diária recuar 5%, com menos 61 mil passageiros registados pelas empresas em Setembro do ano passado, mês de regresso às aulas e para muitos ao trabalho depois das férias.

Marcadores: ,

INSTAGRAMS by @rogerio_barroso