segunda-feira, maio 5

Edite Estrela acusa Cavaco de condecorar só amigos

“Foi uma grande injustiça. Ao condecorar apenas os amigos, Cavaco partidarizou o acto”. A acusação foi feita, no Facebook, pela eurodeputada e dirigente do PS Edite Estrela, depois de Basílio Horta ter acusado o Presidente da República de ter cometido uma “enorme injustiça” por ter ignorado os anos que o agora presidente da câmara de Sintra esteve à frente do AICEP. 
Alexandre Relvas, Faria de Oliveira, Pedro Reis, António Mexia, Lídia Sequeira e Filipe de Botton foram as personalidades condecoradas com a Grã-Cruz da Ordem do Infante D. Henrique por terem contribuído para a internacionalização da economia. A maioria tem uma ligação forte com o chefe de Estado ou com o PSD. Alexandre Relvas foi director de campanha de Cavaco, Faria de Oliveira e António Mexia pertenceram aos governos do agora Presidente da República e Pedro Reis é o mandatário da aliança PSD/CDS às eleições europeias do dia 25 de Maio.
Basílio Horta, que foi o primeiro presidente do AICEP, não gostou de ter sido esquecido. “Foi uma grande falta de educação”, disse ao semanário “Expresso” o actual presidente da câmara de Sintra e até há pouco tempo deputado do PS na Assembleia da República. Basílio lembrou que foi no seu tempo que foram lançados alguns dos projectos que estão agora a ser concretizados e classificou a postura do Presidente como sendo de “uma enorme injustiça e de alguém com mente pequena”.

Marcadores: , ,

INSTAGRAMS by @rogerio_barroso