quinta-feira, março 7

Passos fecha hipótese de diálogo com PS aberta por Portas e Gaspar


Um passo à frente e dois atrás. Assim vão as relações entre governo e PS, com Passos Coelho a deitar por terra, no debate quinzenal de ontem, eventuais entendimentos, a começar pela principal proposta socialista: o aumento do salário mínimo. O primeiro-ministro até chegou a dizer que, dada a actual conjuntura, o “mais sensato” seria fazer o oposto, tendo depois de explicar as declarações que o PS aproveitou até à saída do debate. Seguro registou que Passos puxou a passadeira estendida pelos ministros de Estado (Paulo Portas e Vítor Gaspar), na sexta-feira, quanto a abertura às propostas do PS e prometeu agir “na altura oportuna”.

Marcadores: , ,

INSTAGRAMS by @rogerio_barroso