quinta-feira, junho 13

Subsídios. Governo não paga já, mas trabalhadores não se conformam


A lei que define o calendário de pagamento dos subsídios de férias e de Natal deste ano não segue amanhã para Belém, como estaria previsto, e não chegará a Cavaco Silva antes do início da próxima semana. Os deputados da comissão de Orçamento e Finanças Públicas (COFAP) pediram ontem o adiamento, para amanhã, da apreciação final do diploma, por este só ter chegado na noite de terça-feira às suas mãos. O texto já está aprovado, faltando apenas o ok dos deputados à redacção final.
A polémica em torno do diploma - que, se não for publicado em Diário da República ainda este mês, obriga o governo a pagar o subsídio de férias por inteiro - levou o secretário de Estado Hélder Rosalino a acusar os deputados de atrasarem a aprovação do diploma. "Agora compreendo a demora. A lei entrou no Parlamento no final de Abril com carácter de urgência, estamos a 12 de Junho e a proposta de lei ainda está no parlamento", lamentou o governante.

Marcadores: , ,

INSTAGRAMS by @rogerio_barroso