quinta-feira, agosto 23

Exportações em alta. Nunca saíram tantas obras de arte e antiguidades de Portugal como agora

 
Um cofre indo-português do século XVI, rematado por 165 mil euros, soma quase metade das exportações nacionais de obras de arte e antiguidades para Singapura realizadas este ano. Miguel Cabral Moncada, sócio gerente da Cabral Moncada Leilões, conta que esta é, até agora, a maior venda para o estrangeiro. O destino é uma nova ala do museu Asian Civilizations e a licitação foi renhida: cinco compradores, sempre a subir de uma base de 60 mil euros. Mas aquilo que pode ser considerado bom negócio é só uma gota no patamar a que chegaram as exportações no sector no primeiro semestre: 8,3 milhões.

Marcadores:

INSTAGRAMS by @rogerio_barroso