quarta-feira, fevereiro 20

Movimento Que Se Lixe a Troika vai perseguir membros do governo até ao dia da manifestação


Absoluto desnorte. Foi essa a sensação que Miguel Relvas viveu ontem durante os minutos em que tentava abandonar o ISCTE, em Lisboa, depois de ter sido impedido de discursar pelos estudantes, no encerramento de uma conferência da TVI sobre o futuro do Jornalismo. O ministro quis enfrentar os cerca de 50 jovens que exigiam a sua demissão e sair pela mesma porta por onde tinha entrado menos de meia hora antes. Mas, ao recusar seguir o protocolo alternativo que a equipa de segurança tinha preparado, Relvas teve de ser “resgatado” por um grupo de alunos de mestrado, que facilitaram a entrada para uma das salas mais próximas do Auditório da universidade. A intervenção foi organizada por elementos do grupo “Que se lixe a troika” – como forma de promover a manifestação do dia 2 de Março – e por um conjunto “independente” de estudantes universitários.

Marcadores: , ,

INSTAGRAMS by @rogerio_barroso