terça-feira, dezembro 18

Cortes nas reformas. Cavaco Silva perde 5 mil euros em 2013



O alargamento da contribuição extraordinária de solidariedade aos fundos de pensões privados afecta o Presidente da República. O chefe de Estado, que segundo as notícias recentes terá dúvidas sobre as taxas e impostos que recaem sobre as pensões, vai ser penalizado em cerca de cinco mil euros em 2013.
Cavaco Silva recebe duas pensões: uma por ter sido professor universitário no valor de 1300 euros brutos mensais e a outra do Banco de Portugal no montante de 8700 euros. Em 2011, Cavaco abdicou do seu salário enquanto presidente, optando por receber as suas reformas. No final deste ano, o seu rendimento líquido deverá ultrapassar ligeiramente os 69 mil euros, enquanto no próximo ano deverá fixar-se em cerca de 64 300 euros, já depois de aplicadas todas as penalizações e impostos previstos para 2013. De acordo com as simulações realizadas por fiscalistas para o i, Cavaco Silva deverá perder mais de 4700 euros no próximo ano. A carga fiscal em 2013 rondará os 36 mil euros, enquanto este ano ficará abaixo de 29 mil euros.

Marcadores: ,

INSTAGRAMS by @rogerio_barroso