quinta-feira, janeiro 24

Costa conta espingardas e Seguro trava congresso

O dia do regresso do país aos mercados financeiros foi o dia do regresso dos socialistas a outro mercado, o da luta interna. O tiro de partida foi a intervenção de Pedro Silva Pereira a defender um congresso do partido “tão breve quanto possível”, mas sucederam-se outras no mesmo sentido e da ala que tem sido oposição a Seguro dentro do PS. O líder questiona irritado: “Qual é a pressa?” E também diz que o adversário é o primeiro-ministro. Mas por dentro António Costa já conta espingardas.

Marcadores: , , ,

INSTAGRAMS by @rogerio_barroso