quarta-feira, outubro 3

Suspensão do 13º e do 14º mês vale 66% do corte na despesa corrente até Agosto


O corte administrativo das despesas com o pessoal da Administração Pública foi responsável por cerca de dois terços da redução da despesa pública corrente primária (que exclui os juros da dívida) até Agosto, calcula a unidade de técnicos que assessora os deputados à Assembleia da República. O peso decisivo que a suspensão do 13º e 14º mês está a revelar para o esforço orçamental em 2012, num cenário de desvio enorme na receita fiscal e na Segurança Social, sugere que o recuo do governo para contornar o chumbo do Tribunal Constitucional – detalhado hoje pelo ministro das Finanças Vítor Gaspar – não deverá resultar num recuo significativo da austeridade para a função pública.

Marcadores: , ,

INSTAGRAMS by @rogerio_barroso