sábado, julho 14

"Se houver documentos falsos, teremos de atuar"

O procurador-geral da República disse hoje que, caso haja ilícitos criminais ou documentos falsos no processo de licenciatura do ministro-Adjunto e dos Assuntos Parlamentares, Miguel Relvas, o Ministério Público terá de atuar.

Marcadores:

INSTAGRAMS by @rogerio_barroso